Companhia - Íntima Cia de Teatro
Espetáculo - Ana e o Tenente

Ana e o Tenente é o encontro de artistas experientes e oriundos de grandes companhias teatrais, que tem Isabel Pacheco e Sergio Medeiros – no elenco, Joelson Medeiros – na direção. Profissionais que se estabeleceram em suas carreiras individuais, e se reúnem para a montagem do texto de Rafael Camargo. Com um diálogo aparentemente cotidiano a peça investiga de forma bem humorada a ânsia humana por comandar as circunstâncias externas. Desafia e discute a realidade que vemos e debate o conceito de normalidade. A peça trafega por uma sucessão de eventos rotineiros em um ambiente insólito e misterioso. A ÍNTIMA CIA. DE TEATRO foi criada no ano de 1995 em Curitiba no Paraná pelos atores Sérgio Medeiros, Carla Berri e Altamar Cezar. A companhia nasceu do interesse em formar um núcleo catalisador de teatro, onde experiências adquiridas pudessem ser expostas e compartilhadas com outros profissionais. Sua trilha aponta sempre para espetáculos que atinjam nível significativo de qualidade e valorize o teatro como arte transformadora. Seu principal objetivo sempre foi o de criar um ambiente de intimidade onde a relação de toda equipe de trabalho possa ser de comprometimento em todos os aspectos da encenação. Extrair da palavra “Íntima”, a matéria prima para a busca de um trabalho diferente e verdadeiro. Por acreditar neste teatro, onde o desejo de pesquisar novos caminhos com a afetividade permeando essa busca, que a companhia decidiu retomar seu trabalho agora na cidade do Rio de Janeiro com os atores e produtores Sérgio Medeiros e Isabel Pacheco. Atores e produtores que desenvolveram uma afinidade de pensamento no período em que trabalharam juntos na Armazém Cia. de Teatro e que hoje resgatam o desafio de por em prática a vontade de produzir e realizar seus próprios espetáculos. O desejo profundo da ÍNTIMA CIA. DE TEATRO é de que um artista cuide do outro, compartilhe suas experiências e crie com liberdade de manifestação, materializando-se em espetáculos especiais para o público. Um encontro que seja antes de tudo uma aventura de ÍNTIMA profundidade.